Notícia

CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO

Secretaria de Estado da Ciência, da Tecnologia e da Inovação
Quinta, 10 Março 2016 12:50

Secti é pioneira na digitalização de Processos Internos no Governo Estadual

Medida representa maior celeridade, economia e transparência para secretaria

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
  • Whatsapp
  • Google +

Déborah Moraes

A Secretaria da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) vem desde janeiro deste ano trabalhando para digitalizar seus processos internos. A medida pioneira dentro do governo do Estado representa não apenas menos tempo para a conclusão dos processos, como uma redução significativa de gastos com os insumos necessários sua produção, além de contribuir para a transparência dos processos.

A implantação da virtualização foi uma iniciativa da Gerência Administrativa, com assistência do Instituto de Tecnologia em Informática e Informação do Estado de Alagoas (Itec), utilizando como suporte o próprio Sistema Integrado de Gestão Pública (Integra), já disponível para todas as secretarias e órgãos do governo.
De acordo com o analista de tecnologia da informação, Pollyanderson Malaquias, responsável pelas mudanças, essa é uma funcionalidade que o próprio sistema já oferece, e que apesar de nunca ter sido utilizada, pode ser absorvida por qualquer instituição.
“Na prática o que nós fizemos foi identificar essa ferramenta dentro do Integra e testar seu funcionamento. Para isso foi necessário identificar que tipos de processos tramitavam apenas dentro da Secti, entender o fluxo processual e atender às demandas de digitalização, por isso consideramos esse primeiro momento como uma fase de teste, para adaptação”, explicou o responsável pela implantação.
Para a gerente executiva administrativa Elaine Arcanjo, que utiliza o sistema diariamente, além das reduções de gastos e trâmite mais rápido, a iniciativa acompanha os avanços tecnológicos e faz valer também o compromisso da secretaria em utilizar ferramentas inovadoras para a melhoria da sociedade, prezando sempre pela transparência, já que todos os despachos dos processos virtuais podem ser visualizados na internet, no site da Secti.
Mesmo acontecendo de forma experimental, em pouco mais de dois meses, já são 32 processos tramitados digitalmente, sem a necessidade da criação de processos físicos.
Para o secretário de Gestão Interna, André Gusmão, a exemplo do que acontece dentro da própria Secti, a medida pode ser bastante significativa para os cofres públicos.
“O objetivo deste projeto é levar a digitalização de processos a toda máquina pública, o que pode representar uma economia estimada de R$5 milhões por ano para o Governo”, explicou o secretário.