Notícia

CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO

Secretaria de Estado da Ciência, da Tecnologia e da Inovação
Quarta, 30 Março 2016 13:00

Obra do Polo de Tecnologia pode ser monitorada virtualmente

Aplicativo alagoano Stant permite que a sociedade acompanhe a evolução nas etapas da construção

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
  • Whatsapp
  • Google +

Déborah Moraes

Com foco principal na transparência e acompanhamento criterioso da obra a Secretaria da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), em parceria com as empresas Stant e Plataforma Engenharia, disponibilizou para toda população uma ferramenta inovadora que permite o acompanhamento da evolução da obra do Polo de Tecnologia da Informação, Comunicação e Serviços (Tics), em construção em Jaraguá.

A novidade se trata da plataforma digital (web e mobile app) Stant, que gerencia de maneira inteligente, obras da construção civil, tanto para redução de trabalhos manuais e desperdícios por parte do construtor, como para permitir ao cliente e a população acompanhamento mais amplo da construção.

Cadastrado há uma semana no aplicativo, a obra do Polo de Tics, que deve ser entregue no segundo semestre deste ano, ultrapassa os 70% de conclusão, seguindo fielmente o cronograma e com várias etapas concluídas. Agora com o Stant, o usuário terá acesso a fotos, planilhas, projetos e plantas, que permitirão a observação direta e atualizada da evolução destas etapas.

O aplicativo está disponível gratuitamente para aparelhos iOS. A versão para Androids está sendo desenvolvida. O acompanhamento da obra do Polo de Tics pode ser feito também pelo site do Parque Tecnológico de Alagoas. Os dados e informações a respeito da obra serão atualizados semanalmente, conforme o cronograma de acompanhamento da equipe da Secretaria.

Polo de Tics

O Polo de Tics faz parte do Parque Tecnológico de Alagoas e quando pronto, será um espaço de intermédio entre os governos estadual e municipal, instituições de ensino público e privado, empresas e o mercado, além de proporcionar visibilidade e atrair a circulação de pessoas no bairro histórico de Jaraguá, o que contribuirá para o desenvolvimento da cultura e turismo para a região que possui grande parte do patrimônio arquitetônico de Maceió. 

Sua finalidade será promover soluções integradas de tecnologia para melhorar o desempenho das empresas instaladas no estado, principalmente em questões de registros e patentes.