Notícia

CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO

Secretaria de Estado da Ciência, da Tecnologia e da Inovação
Segunda, 03 Julho 2017 11:59
COOPERAÇÃO EM PESQUISA

Secti contribui para Plano de Transformação de cidades empreendedoras

Ações serão concluídas até o final de 2017

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
  • Whatsapp
  • Google +
Comitê da RGE/Maceió é formado por 21 instituições e tem a finalidade de melhorar o ambiente empreendedor em Maceió Comitê da RGE/Maceió é formado por 21 instituições e tem a finalidade de melhorar o ambiente empreendedor em Maceió Divulgação
Texto de Geysa Miranda e Kelvin Gomes

Com o propósito de melhorar o ambiente empreendedor de Maceió, a Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) está desenvolvendo uma plataforma de Inovação Aberta, como forma de contribuir no Plano de Transformação para cidades empreendedoras. O Plano 2017 foi aprovado na 9ª reunião da Rede Global de Empreendedorismo (RGE/Maceió), realizada no Conselho Regional de Administração (CRA), e deve ser concluído até o final deste ano.

Essa plataforma auxiliará no fortalecimento da relação universidade-empresa-governo, sendo um canal de cooperação em projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação, facilitando a prospecção de projetos, empresas e auxiliando pesquisadores das universidades do Estado de Alagoas no tocante as suas linhas de pesquisas existentes.

Para a superintendente da Secti, Sônia Oliveira, que participou da construção desse Plano, ele expressa a importância do fomento ao empreendedorismo e inovação. “O Plano de Transformação é uma forma de, juntos, realizarmos ações que visem o impacto global, no tocante ao estímulo e desenvolvimento do empreendedorismo e da inovação na cidade de Maceió, através de ações integradas e engajamento entre governo, academia e empreendedores. A medida que visualizamos os problemas do nosso ecossistema de empreendedorismo e inovação de forma sistêmica e tentamos unir forças para resolvê-los, aumentamos as chances de conseguirmos melhores resultados para todos os agentes.”, ressaltou a superintendente.

O Plano abrange as seguintes problemáticas: “Empreendedores desconhecem o mercado” do pilar mercado, “A falta de conexão entre academia e mercado” do pilar inovação e “A falta de educação empreendedora no ensino médio”, do pilar educação e cultura empreendedora. Também são destacados o “Tempo de abertura de imóveis”, do pilar ambiente regulatório, “População com acesso à internet rápida e índice de fluidez no trânsito”, do pilar infraestrutura, e por fim “Nota do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) nos anos finais (8º e 9º anos)”, do pilar capital humano.

Segundo o líder da RGE em Maceió, Gabriel Lumba, esse trabalho realizado por representantes de diversas instituições que contribuem para o desenvolvimento da ciência, tecnologia e inovação em Alagoas representa um grande passo para alavancar o empreendedorismo no Estado e a Secti tem se destacado. "O nosso Comitê é composto por instituições que acreditam no empreendedorismo e querem construir uma Maceió melhor. O lançamento do Plano de Transformação 2017 representa um grande passo para alcançar este objetivo. A Secti tem se destacado pelas suas ações e contribuição neste processo. Sabemos que o caminho é longo e acreditamos que Maceió está seguindo na direção correta.", disse Gabriel Lumba.

O Comitê da RGE/Maceió é formado por 21 instituições e tem a finalidade de melhorar o ambiente empreendedor em Maceió. Para acompanhar a execução de todas essas ações, basta acessar http://www.rgemaceio.com.br/

 

Sobre a RGE

A Rede Global do Empreendedorismo (RGE) é uma organização mundial, fundada em 2007, na Inglaterra, com o intuito de disseminar e fortalecer a cultura empreendedora pelo mundo. Desde 2008, o movimento é liderado no Brasil pela Endeavor, organização sem fins lucrativos, que atua há 15 anos no país pelo fomento do empreendedorismo.