Notícia

CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO

Secretaria de Estado da Ciência, da Tecnologia e da Inovação
Quarta, 07 Outubro 2020 14:54
EDITAL

Governo de Alagoas lança R$2 milhões para inovação em empresas

A segunda edição do Tecnova em Alagoas contemplará empresas inovadoras com auxílios de 100 a 200 mil reais

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
  • Whatsapp
  • Google +
Georginei Neri, Fábio Guedes, Rodrigo Rossiter participaram da solenidade Georginei Neri, Fábio Guedes, Rodrigo Rossiter participaram da solenidade Andira Miranda
Texto de Tárcila Cabral

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (Fapeal) lançou nesta terça, 30, a segunda edição do edital Tecnova Alagoas. O programa é uma iniciativa federal orçada em R$2 milhões, destinados à promoção de produtos ou processos inovadores em microempresas e empresas de pequeno porte, com o objetivo de impulsionar o setor empreendedor alagoano.

 Esta cooperação é fruto de uma parceria com a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Alagoas (Sebrae/AL), a Secretaria de Estado da Ciência, da Tecnologia e da Inovação de Alagoas (Secti), o Instituto Euvaldo Lodi (lEL/AL) e a Federação da Indústria do Estado de Alagoas (FIEA).

 O estado alcança a segunda edição do edital dando sequência à execução de atividades inovadoras e incrementando a competitividade de empresas. O intuito do programa é apoiar o desenvolvimento dos setores econômicos considerados estratégicos nas políticas públicas federais, através da implementação de recursos voltados à inovação, em Alagoas.

 O lançamento deste edital integra as programações alusivas aos 30 anos da Fapeal, realizadas entre os dias 29 e 30 de setembro.

 O evento

Na solenidade virtual, o evento reuniu gestores da Fapeal e dos órgãos parceiros, sendo transmitido na plataforma do YouTube para o grande público. O primeiro a iniciar as falas e celebrar a ação foi o superintendente do Sebrae, Marcos Vieira, que pontuou a importância da chamada no fomento a cases de sucesso, como é o caso das empresas Hand Talk, Apícola Fernão Velho e Parisotto, todas contempladas na primeira edição do programa.

 Quem também endossou o tema de apoio e consolidação do ecossitema inovador foi o diretor do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), Marcos de Oliveira Pinto: “Nós temos um portfólio de programas que apoiam a inovação empreendedora, mas o auxílio que fornecemos não é apenas financeiro, nós introduzimos o conhecimento e as ligações com os atores deste nicho. Criamos assim condições deles se estabelecerem num ecossistema de impacto, moderno e sustentável”, citou o diretor.

 Para o diretor-presidente interino da Fapeal, Georgenei Neri, os feitos são resultado de um esforço coletivo bem sucedido pelo corpo de trabalho do órgão. Ele frisou duas grandes conquistas para a instituição: o empenho na formação de capital humano e os estímulos concedidos à estruturação de empresas locais.

 Na sequência a assessora científica de projetos especiais e inovação da Fapeal, Juliana Khalili, apresentou informações direcionadas à chamada e seus proponentes: podem participar do edital empresas com sede em Alagoas dispondo de receita bruta igual ou inferior a 16 milhões de reais. Cada organização pode inscrever somente uma única proposta no programa, que caso aprovada, receberá um apoio entre 100 a 200 mil reais. Ressalta-se que, estes recursos são de subvenção econômica, ou seja, não são reembolsáveis.

“Nesta edição conseguimos contemplar empresas de maior porte, ampliamos a gama de atuação destas corporações. Os inscritos só devem estar atentos aos critérios de elegibilidade, todos estão descritos no edital”, explicou Juliana Khalili.

 Dando continuidade aos discursos, o diretor científico e tecnológico da Finep, Marcelo Bortolini, destacou similarmente o êxito alagoano em editais inovadores: “Alagoas tem se mostrado um estado inovador, está perfeitamente alinhado com os procedimentos do Ministério, só o último programa de inovação lançado pela instituição, o Centelha, contou com mais de 1200 inscrições”, frisou o diretor.

 Consoante com os posicionamentos, o secretário de ciência, tecnologia e inovação, Rodrigo Rossiter, afirmou que o Tecnova simboliza um grande incentivo neste momento para as empresas que passam por crises, até mesmo se direcionando à falência. Ele cita que os recursos “auxiliam a dar um fôlego a estes estabelecimentos, garantindo mais tempo de sobrevida na esfera produtiva”. O secretário parabenizou a Fundação pela sua trajetória e lembrou ao público ouvinte que, as inscrições já se encontram abertas a partir desta quarta, 30/09, e seguem até o dia 13 de novembro.

 Finalizando o momento solene, o atual secretário de Estado da Educação de Alagoas, Fábio Guedes, chega à conclusão desta semana festiva de eventos e investimentos à CT&I, celebrando o protagonismo da Fapeal nestes 30 anos de atuação. O antigo diretor-presidente da Fundação pontuou toda a programação dos três dias festivos que garantiram recursos importantes para a saúde pública e ao setor empreendedor .

 Dentre os agradecimentos feitos aos órgãos parceiros, o secretário ressaltou que o estreitamento destes laços possibilitou o alargamento de recursos e programas bem sucedidos, sendo estes operacionalizados com uma maior frequência em Alagoas.

 “Hoje podemos concluir que através destas cooperações, a Fapeal ganhou importância estratégica dentro do ecossistema de CT&I. A Fundação passa a ser reconhecida e prestigiada pela condução de suas iniciativas”, concluiu o economista.

 Para os interessados em apresentar propostas ou consultar o edital, basta acessar o link da chamada, atentando que as inscrições devem ser submetidas na plataforma SparkX da Fapeal. As áreas selecionadas para submissão são: TIC, Petróleo e Gás, Energias Alternativas, Cadeia da Construção, Agronegócio, Química e Plástico e Outros.